Tato'

Derlour Dantas
Mãos macias e ávidas pelo toque,
O olhar atraente e faminto,
Lábios úmidos, com sabor de gente,
Mordidas, lambidas, dentes!
Pele quente, trêmula pelo tato,
Respiração ofegante,
Suspiros, gemidos, desejos profundos,
“Fulguras ó brasão” do mato...
Desnudo ser calado,
Pedindo, implorando, se entregando,
Abrindo-se a invasão do outro,
Sentindo o membro rijo,
O suor, os pêlos, o líquido...
O nirvana, o sexo, o amor
Abrigo!

Um comentário:

Júh Te Veux disse...

Totalmente Sensual!

Santa Pesquisa: