#Relicário - I

Derluh Dantas
A sala estava completamente quente. Era o laranja, amarelo, vermelho. Era tudo acolhimento, mas ele abriu os olhos. Olhou em volta e viu que o mundo parecia um lugar bom, olhou para dentro e sentiu um frio que o impossibilitou de sair. Ele estava carente e foi procurar alguém para conversar, não encontrou! A sala estava vazia demais, eram bilhões de pessoas no mundo, mas nenhuma interessada em ouvi-lo, em dizer que chorar não era proibido. Ele chorou assim mesmo e seus olhos ficaram vermelhos, pareciam queimar. Sua alma, se escondeu em algum lugar por entre os biscuit, ele queria hibernar, talvez acordaria quando o mundo e ele pudesse sair para um dança diferente, sem essa dor de estar tão destoante de tudo e todos. Ele precisa aprender a maquiar seus sentimentos e acreditar na maquiagem. Ele precisa do vermelho ou aceitar o opaco que os outros tentam lhe obrigar ingerir.

Um comentário:

Mariana Leal disse...

Olá, passei apenas pra dizer que já estou te seguindo e voltarei aqui futuramente pra fazer comentários sobre os posts.
Seu blog é maravilhoso, convido você e suas leitoras a conhecer meu blog
http://toobege.blogspot.com.br/
Beijinhos

Santa Pesquisa: