A menina e Deus'

Del Dantas

Ela olha a mulher sentada na praça de vestido floral

Imagina se seus pensamentos são reais

Então logo se lembra do que lhe foi apresentado como natural

Tenta afastar esse desvio

Mas não consegue

Será o demônio atentando-a para o inferno?

Então ela decide ter uma conversa com Deus

Mas suas palavras são silenciosas de mais

Ela não consegue ouvir

Liga a TV, dia dos namorados se aproxima

Todos os casais tão felizes

Mas ela não se vê ali

Se olha no espelho: negra e gorda

Não têm ninguém ali no comercial que se pareça com ela

E o amor?

Não tem um namorado

Seu desejo mesmo é a mulher de vestido floral

Tenta conversar com a mãe

Falando de hipóteses e de outras pessoas

Seu coração sangra, ela começa a perceber que Deus não a quer assim

Mas o que ela pode fazer?

Emagrecer? Pintar-se de branco? Casar-se com um homem?

Mas como? Isso não seria ela

Seria a moça bonita da TV

Dos contos de fadas ela ficou apenas com os sonhos

De um dia o cavalo branco tirá-la daqui

Mas no lugar de um príncipe, ela deseja uma Amazona

Então uma faca na cozinha

As lágrimas de sua mãe que já imagina do que será sua filha

Ela não deseja que sofram por ela

E Deus parece não a querer

Ela se lembra o que ouviu na Igreja e leu na Bíblia

Quando uma pessoa tira a própria vida vai pro limbo

Um lugar entre o Céu e o Inferno

Ela pensa, deve ser lá que devo viver

E a faca da cozinha ameniza sua dor

Libertando seus pensamentos e sua alma

Então, ela encontra com Deus

- Pai, você não tem sexo? Você é realmente Deus?

Ele acena a cabeça dizendo que sim

- Então, realmente, irei para o limbo?

Ele então responde suas frustrações:

- Filha, você não morrerá ainda. Sabe aquela mulher que você deseja? Ela espera por você, ela acaba de se separar de um homem que agredia, forçando-a a manter relações sexuais com ele mesmo quando ela estava indisposta. E sua mãe, ela sofrerá pela sua vida e pelas suas escolhas, mas com o passar do tempo ela perceberá que você continua sendo essa menina inteligente e honesta que ela ama e ajudou a criar. Enquanto a sua cor e seu peso, filha não se preocupe! Eu a fiz assim... e assim a amo. Sua cor, representa para mim a força que tens, pois seus irmãos tentaram ser superiores e no final das contas todos aos meus olhos são diferentemente lindos, não há superiores. E se você deseja a morte por medo da vida, Eu a compreendo, mas não posso permitir que um anjo lindo, que tem a missão de tornar o mundo o lugar um pouco mais pacifico as diferenças, venha tão cedo aos meus braços. Filha, você vai acordar agora com uma pequena dor, conseqüência de seu ato, mas lembrará de minhas palavras, e não será tão influenciada pelo que vê dos homens, pois sempre que precisar abra a janela de seu coração e tente ouvir minha voz no silêncio do vento.

Assim, ela acordou numa cama de hospital

Ao lado de seu leito sua mãe pedia perdão

E a moça viu caminhar em sua direção o seu anjo em jaleco branco

Por Destino, talvez, era a mulher do vestido floral daquela manhã...


O continuar dessa história, caberá você escrever

Quando falar de Deus para seu filho ou irmão

Quando achar que sabe o que é melhor para ele

Lembre-se de uma coisa:

Se você acredita em Deus,

Ele criou no mundo o oceano e a montanha

E em nenhum momento, aparece-nos, o que é melhor a Ele

Então não cabe a você dizer ou determinar o que é melhor

Para seu filho ou irmão

Não digo que é fácil aceitar o outro como ele é

Mas é dever respeitá-lo como se apresenta

Amor irmão’

Um comentário:

Fionna disse...

Amo textos tortos.
Não, eu gostei, não é torto de feio, de mal feito e etc. Muito pelo contrário: pela originalidade e pela fuga do óbvio. Essas coisas...
Este, gostei demais, desde quando o visitei no berçário.. rss
Já viu que certas pessoas parecem não ter direito de Deus? Bjos.

Santa Pesquisa: